Blog

O que fazer para ser um professor particular?

O que fazer para ser um professor particular?

  • Escrito por Administrador
  • Professor,Particular
  • 6 de junho de 2018

Olá, pessoal!

As aulas particulares tem se tornado cada vez mais comuns no Brasil. Isso porque, professores tem se especializado em determinadas áreas de conhecimento para ajudar os alunos a desenvolverem habilidades e aprenderem sobre temas nos quais tem dificuldade. Mas muito além de reforços, há quem opte por esse tipo de metodologia para garantir uma vaga em concursos ou aprender idiomas – muitas pessoas, quando estão em uma turma grande, são barradas pela vergonha de errar.

Além de ajudar os alunos, as aulas particulares garantem uma renda extra aos profissionais. Outro benefício importante desse método é que as aulas são personalizadas de acordo com as necessidades do estudante e os horários e o local podem ser flexíveis. Por não serem realizadas em ambientes escolares, esse tipo de aula tende a ser mais dinâmico e divertido também, o que atrai a atenção dos alunos.

No entanto, apesar dos benefícios para ambos os lados, não basta saber sobre o tema, é preciso que o professor domine completamente o conteúdo. Dessa forma, para aqueles que desejam dar aulas para concurseiros ou vestibulandos, é preciso saber as questões mais abordadas, os livros mais pedidos e, claro, desenvolver a matéria da melhor forma para que o aluno tenha bons estudos.

Os professores particulares atendem os mais diversos tipos de aluno. Por isso, é preciso que eles tenham algumas características específicas e estabeleçam critérios para se tornarem profissionais de qualidade. Abaixo, separamos alguns exemplos:

  • Metodologia. O professor particular deve preparar uma metodologia única e exclusiva para os seus alunos, já que a dificuldade deles é, justamente, gravar a matéria. Por isso, o ideal é que ele aposte em recursos gráficos e visuais, bem como em exercícios específicos. Recomenda-se dar ao aluno diversas opções para que ele aprenda com a que achar melhor. Outra dica é ensinar de um jeito descontraído e verificar a grade que o aluno precisa estudar, para que o material separado atenda as suas necessidades;
  • Defina o local onde irá dar aulas. O professor particular pode ir até a casa do aluno ou atender em escritório ou cafés. O ideal é que o ambiente de estudo seja sempre limpo, organizado e silencioso;
  • Divulgue o seu serviço. Aposte nos murais dos cursinhos, estabeleça um preço e divulgue em redes sociais os serviços oferecidos. Uma boa dica é pesquisar para saber o quanto os profissionais estão cobrando por aula;
  • Estabeleça uma especialidade. Para garantir que as aulas sejam eficazes, é preciso que o profissional estabeleça uma especialidade: redação, matemática, idiomas, entre outros. Uma boa dica é participar de fóruns online, escrever artigos acadêmicos e, em alguns casos, se tornar palestrante voluntário em faculdades, ONGs, cursinhos, entre outros. Dessa forma, você adquire conhecimento e, ainda, torna-se conhecido;
  • Se divirta e estimule. O professor particular deve mostrar ao aluno que aprender pode ser divertido. Mais que um professor, ele é responsável por estimular o estudante a estudar e, principalmente, a acreditar em si mesmo.

Até a próxima!


Voltar para os posts